Divisão de Homicídios também averigua hipótese de Ricardo Lobato ter sido vítima de tentativa de assalto

A Polícia Civil investiga se a morte do oficial de justiça Ricardo Lobato foi resultado de uma tentativa de assalto ou execução. Lobato morreu na noite da sexta-feira (5), no bairro de Nazaré, em Belém. O corpo do oficial foi liberado para a família pelo Centro de Perícias Renato Chaves no final da manhã deste sábado (6). O velório acontece na igreja dos Capuchinhos, em São Brás.

Inicialmente a Divisão de Homicídios investigava a possibilidade do crime ter ligação com o cargo ocupado por Lobato, já que oficiais de justiça também exercem funções de polícia. No entanto, o delegado Cláudio Galeno, diretor da divisão, disse que a hipótese de tentativa de assalto não foi descartada. Galeno disse que a polícia estuda outras hipóteses para o crime, mas preferiu não revelar quais são. Ninguém foi preso por enquanto.

O oficial de justiça Ricardo Lobato Varjão era lotado na comarca de Barcarena, nordeste do Pará. Ele tinha 26 anos e foi baleado por volta das 22h30, no cruzamento da travessa Rui Barbosa com a avenida Braz de Aguiar. Ricardo dirigia seu veículo quando foi abordado por dois homens em uma motocicleta. 

Um dos homens teria tentado abrir a porta do lado do passageiro e o condutor se recusou a destravá-la. Houve o primeiro disparo, que não atingiu ninguém e o oficial acelerou o veículo, tendo sido atingido por um tiro na cabeça. A dupla fugiu em seguida. Além dele e da esposa, mais três pessoas estavam no interior do veículo na hora do crime. Nenhum deles ficou ferido.

Fonte: Infojus

Postar um comentário Blogger

 
Top