A Federação Nacional dos Oficiais de Justiça - Fenojus, na pessoa de seu presidente, João Batista Fernandes, vem a público se solidarizar com a família do oficial de justiça Francisco Pereira Ladislau Neto que foi, covardemente, assassinado enquanto cumpria o seu mister.

Esperamos e exigiremos das autoridades policiais do Rio de Janeiro empenho nas investigações do caso no sentido da identificação e prisão dos autores deste bárbaro assassinato, principalmente em se tratando de um servidor público no exercícios de suas funções.

Infelizmente, esses episódios de violência contra a categoria dos oficiais de justiça vêm se tornando corriqueiros, o que nos remete à necessidade de urgentes providências para a proteção pessoal deste profissional do judiciário que tem a difícil missão de  efetivar as decisões judiciais.

Não se concebe a um profissional que trabalha externamente à repartição e diretamente com todos os tipos de seres humanos, desde o cidadão de bem até o mais deliquente dos assassinos, e em áreas reconhecidamente perigosas das mais diversas cidades brasileiras, não ter sequer direito ao porte de arma para sua proteção pessoal.

Diante de muitos episódios desta natureza contra os oficiais de justiça brasileiros, estaremos nos próximos dias em Brasília, no congresso nacional, nos tribunais superiores e no CNJ conversando com políticos e autoridades para, juntos, procurarmos uma solução para essa difícil situação que se encontra a categoria dos oficiais de justiça em nosso País.


Fortaleza, 12 de novembro de 2014


João Batista Fernandes
Presidente da Fenojus

Postar um comentário Blogger

 
Top